Pamela Anderson deu que falar com algumas das declarações que fez nas redes sociais acerca da forma como encara o amor.

“Os piores amantes veem pornografia – insensível – precisam de mais e de maior variedade, mesmo violenta. Pornografia não representa o que é o amor. Homens valentes e revolucionários que leem e que estão comprometidos [com causas] no mundo são sensuais”, sublinha.

Numa outra publicação acrescentou: “Cabeça vazia, pornografia e videojogos. Temos perdido muitos bons homens para isto, sem regresso”, sublinha, dando conta que as crianças têm de perceber que podem fazer as suas próprias escolhas e que devem ser “rebeldes” o suficiente para fugirem a estas tendências.

A atriz que integrou a série ‘Marés Vivas’ insistiu que os filmes para adultos não retratam o amor verdadeiro e que afeta os relacionamentos. “Temos de decidir que tipo de pornografia se adequa a nós, o que afeta, e o que está a substituir as relações. Se não estamos a tocar nas nossas mulheres, namoradas ou namorados e estamos na casa de banho com ecrãs de computador, penso que isso é um vídeo. É demasiado mau”, realçou.

Por fim, Anderson fez questão de referir que na sua visão a Playboy não é pornografia, mas sim "algo sexy".

Concorda com esta opinião?

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.