À mesa Yoshihiro Narisawa procura recriar o cenário que o inspira no ambiente natural. “Quero que as estações do ano, as flores de cereja e a beleza dos campos e das montanhas sejam observadas em cada prato. Os ingredientes que uso alimentam os que comem em vários níveis, não somente físico. Absorver a vida através do alimento é também um momento de reflexão. É o encontro que sela o elo entre o homem e a natureza”, refere o chefe.

Nas imagens abaixo vai poder entrar no mundo de criações de Yoshihiro Narisawa 

Em 1996, o chefe regressa ao país natal para abrir o seu primeiro restaurante em Tóquio, o La Napoule. Mais tarde, em 2003, inaugura o Les Créations de Narisawa, pai do atual Narisawa. Yoshihiro Narisawa apesar da sua educação culinária europeia é autor de uma cozinha inspirada nas tradições japonesas.

De acordo com a Sustainable Restaurant Association, o restaurante Narisawa é o que demonstra o mais alto índice de responsabilidade ambiental e social do mundo. Diz o chefe: “Quero que as estações do ano, as flores de cerejeira, os campos e as montanhas, caibam nos meus pratos”. Isto num país onde perto de 70% do território se encontra ainda coberto de florestas, tal como sublinha o chefe nipónico na página de abertura do seu site.

Yoshihiro Narisawa
créditos: @Japan Info

Os ingredientes que Yoshihiro apresenta nas suas criações são todos orgânicos, provenientes de produtores de diferentes regiões. O chefe não recorre aos mercados. Há uma dimensão filosófica na cozinha deste japonês. Não saciar apenas fisicamente, mas fomentar um elo entre o homem e o alimento.

O Narisawa foi reconhecido em 2016 como o melhor restaurante da Ásia, prémio atribuído pelo “The World´s 50 Best Restaurants”. Atualmente o restaurante figura na sexta posição da mesma lista, encabeçada pelo Gaggan, casa sediada em Banguecoque, capital da Tailândia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.