A informação foi anunciada hoje, sexta-feira, no Nzeto, pela responsável de acompanhamento de instalação de hospitais de campanha da comissão interministerial de combate à covid-19, Ana Paulo, no final de uma visita ao local onde será erguida esta infra-estrutura metálica.

Avançou que 10 camas servirão para cuidados intensivos. A unidade sanitária será montada no bairro Kitana, periferia da vila do Nzeto, sem, no entanto, revelar a área total onde será implantado o projecto.

As obras de montagem deste hospital de campanha, que no futuro (depois da covid-19) poderá prestar outros serviços hospitalares à população do Zaire, terão a duração de um mês.

O director do Gabinete provincial da Saúde do Zaire, João Paulo, informou que a escolha da vila do Nzeto insere-se na estratégia das autoridades locais devido à aproximação da localidade com a província de Luanda, epicentro da pandemia da covid-19 no país.

No futuro, disse, poderão ser instaladas unidades sanitárias do género em alguns municípios fronteiriços da província do Zaire com a República Democrática do Congo (RDC).

A vila do Nzeto dista a 230 quilómetros da cidade de Mbanza Kongo e tem uma população estimada em mais de 67 mil habitantes, distribuídos em três comunas: Musserra, Kindege, Kibala Norte e Sede.

O Executivo angolano está a montar hospitais de campanha em algumas províncias do país, sobretudo fronteiriças no âmbito das medidas de combate à covid-19.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.