Numa altura em que os primeiros índicios do que poderá ser uma segunda onda de COVID-19 na China fazem soar os alarmes, continuam a ser muitas as organizações a desenvolver projetos de prevenção da disseminação do SARS-CoV-2, o novo coronavírus. A Huami, uma empresa que integra o grupo empresarial que também detém o fabricante de telemóveis, eletrodomésticos e smartwatches Xiaomi, desenhou uma máscara transparente que tem ainda a vantagem de desinfetar sozinha.

Ainda em fase de protótipo, o dispositivo está, neste momento, a ser testado e, se não necessitar de grandes ajustes, poderá ser certificado pelas autoridades de saúde locais e entrar em fase de produção, um processo que demorará entre seis meses a um ano, pelo que não deverá chegar à Europa antes de 2021. Para além de filtros de ar removíveis que duram 45 dias e de uma ligação USB, a Amazfit Aeri integra emissores de luz ultravioleta que asseguram a desinfeção depois cada utilização.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.