Em declarações à Angop, sobre as estratégias de combate à pandemia, o responsável disse que a redução de casos de malária resulta das acções de sensibilização junto das comunidades sobre a melhoria do saneamento básico, bem como o uso de mosquiteiros impregnados com insecticida de longa duração.

Fez saber que de Janeiro a Junho deste ano, foram registados 185 óbitos, comparativamente a 2019, período que foi registado 142 mortes.

No âmbito das medidas de prevenção contra a malária foram distribuídos, gratuitamente, mil 221 mosquiteiros impregnados nos seis municípios da província.

Dos programas implementados consta a distribuição de mosquiteiros, eliminação de águas paradas e charcos, fumigação, palestras de sensibilização junto das comunidades, entre outros.

Aconselhou ainda a população a cuidar do saneamento do meio em que vive, por forma a evitar o surgimento da doença, sobretudo a luta contra o mosquito que tem sido o transmissor da doença.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.