Trata-se de um tratamento combinado que reúne quatro passos essenciais no tratamento do rosto em qualquer idade: limpeza, esfoliação, infusão de séruns ativos e microdermoabrasão.

Esta técnica é perfeita em todo o tipo de pele e em qualquer fototipo.

Na pele seca, restitui o brilho e esbate as rugas finas. Na pele oleosa, com tendência acneica, pode ter uma ação de peeling ligeiro, ajudando a controlar a oleosidade e a inflamação.

Também tem um papel importante nas hiperpigmentações e poros dilatados, dependendo do propósito, diferentes combinações de ativos são utilizados.

O tratamento não é irritante e conduz a pouca ou nenhuma vermelhidão, ao contrário dos tratamentos habituais. A pele fica mais suave, hidratada e menos inflamada no momento imediato após o tratamento.

A segunda fase

A segunda etapa do tratamento passa pela hidratação profunda na derme, com ácido hialurónico.

Este tratamento responde às necessidades básicas da derme e epiderme, reabilitando e tonificando os tecidos. Não é um tratamento de volume, mas é, por excelência, um potenciador do colagénio da pele.

O ácido hialurónico é o componente chave do tratamento. A sinergia desta molécula com a pele é de facto, excecional. Reabilita, previne, tonifica e confere elasticidade como nenhuma outra molécula que interaja com a pele. É um tratamento sem idade e que supera sempre as expectativas.

Basta fazê-lo duas vezes ao ano e o resultado supera tudo aquilo que seria de esperar com os cremes de rosto mais dispendiosos. Desta vez o ácido hialurónico vai mesmo impregnar a pele, pois é colocado precisamente onde faz a diferença, permitindo às camadas celulares da pele usufruírem dos benefícios desta molécula.

As explicações são da médica Ana Silva Guerra, especialista em Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética.