Regina Duarte, atual secretária da Cultura do governo de Jair Bolsonaro, usou as suas redes sociais para esta terça-feira sair em defesa das recentes declarações do presidente do Brasil sobre a pandemia do novo coronavírus. "Nós não podemos extrapolar a dose porque com o desemprego a catástrofe será maior", disse o líder brasileiro, perante o aplauso da atriz: "Ele está certíssimo", afirmou.

Um dia depois desta publicação, Regina foi mais longe e usou novamente as suas redes sociais para comentar o tema e, desta vez, mostrar que está contra a quarentena e isolamento social de que não faz parte dos grupos de risco.

"QUER FICAR EM CASA? Você quer ficar em casa? Está ok, mas você exige um frentista e posto de combustível aberto para sair com seu carro em qualquer emergência... Você quer ficar em casa? Mas você exige o mercado aberto com funcionários, senão sem alimentos você surta! Quer ficar em casa? Mas quer que o porteiro do seu prédio e o zelador estejam a trabalhar! Quer ficar em casa? Mas precisa de dinheiro e quer o bancário de plantão no banco para resolver os seu problema! Quer ficar em casa? Mas há motoristas e cobradores de transportes públicos a trabalhar para transportar quem precisa de transporte (...) A vida dos outros vale menos que a sua? Por quê? Porquê é que eles são obrigados a trabalhar para o seu conforto mesmo num momento de crise desses e você não?", questiona a atriz, que desta forma deixou clara a sua opinião.

"Isolamento social sim, mas para grupos de riscos, claro! Preocupação, sim! Cuidados conscientes, sim. De todos para todos", completou.

As suas palavras e a sua clara opinião contra a quarentena e o isolamento social dividiram os seguidores. Enquanto uns consideram um "absurdo", outros aplaudem e dizem estar de acordo a opinião.

Veja abaixo a publicação completa:

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.