Promovida pelo Instituto  Nacional de Luta contra a doença, a formação envolve médicos e supervisores de saúde reprodutiva, que durante cinco dias vão procurar elevar os conhecimentos ligados, entre outros, a prevenção da transmissão vertical do Sida de mãe para filho, recolha, tratamento de dados e elaboração de estatísticas.

Segundo dados do Ministério da Saúde, a taxa de prevalência do Hiv/Sida no Cunene é fixada em 6.1 por cento de novas transmissões, considerada a maior de seroprevalência no país.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.