Os dados foram apresentados hoje (terça-feira) pela supervisora do programa do VIH em Viana, Henriqueta Paim, no âmbito da campanha  “Nascer livre para brilhar".

De acordo com a estatística, as mulheres testadas nesta parcela da cidade  estão na faixa etaria entre os 15 e os 49 anos.

A responsável lamentou o facto de muitas mulheres infectadas abandonarem as consultas pré-natal, optando por fazer o parto em casa, com a ajuda das parteiras tradicionais.

Indicou que as mulheres grávidas infectadas que continuam com as consultas, assim como as crianças, são acompanhadas por técnicos das unidades hospitalares existentes no município.

A madrinha do projecto “Nascer livre para brilhar"  em Viana, Lucília da Costa, disse que com a ajuda de todos será possivel inverter o quadro na circunscrição.

‘’Nascer livre para brilhar’’ é um projecto liderado pela Primeira-dama da República de Angola, Ana Dias Lourenço, em parceria com o Ministério da Saúde, com o objectivo de diminuir e prevenir o elevado índice de Transmissão do VIH-SIDA de mãe para o filho.

O município de Viana, que dista 20 quilómetros do centro da cidade capital, é composto pelos distritos urbanos de Vila Flor, Zango, Baia, Kicuxi, Estalagem e Viana (sede), para além da comuna de Calumbo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.