As relações entre as duas nunca foram as melhores mas quem as conhecia nunca pensou que Elizaveta Dubrovina pudesse matar Stefania Dubrovina e muito menos daquela maneira. Depois de anos e anos a copiar os looks da irmã mais nova, movida pela inveja e pelos ciúmes, a russa, menos vistosa, descontrolou-se e esfaqueou-a 189 vezes. Os golpes atingiram órgãos vitais. Stefania Dubrovina morreu pouco depois. Tinha apenas 17 anos.

Abandonadas pelos pais, passaram grande parte da infância em orfanatos. Nunca foram as melhores amigas mas Elizaveta Dubrovina tinha uma fixação pela irmã, cinco anos mais nova. Além de se vestir da mesma maneira, copiava-lhe os penteados e a cor do cabelo e ia ao ponto de usar o mesmo batom mas, depois, quando se olhava ao espelho, não gostava do que via. O sucesso que Stefania Dubrovina começava a ter como modelo foi a gota de água.

Apanhando-a sozinha no apartamento que a manequim partilhava com o namorado, esfaqueou-a e mutilou-a. Quando Alexey Fateev, que tinha ido às compras, chegou a casa, encontrou a companheira no chão, esvaída em sangue. A irmã, que acaba de ser condenada a 13 anos de prisão pelo crime cometido em 2016, continuava no local mas preparava-se para fugir. "Foi uma tragédia chocante", lamenta Ekaterina Dubrovina, tia da manequim.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.