O cidadão bengali conhecido como "homem-árvore", por ter as suas mãos e pés cheios de verrugas em forma de casca de árvore, anunciou esta segunda-feira que quer que as suas mãos sejam amputadas para "aliviar a sua dor insuportável", escreve a agência de notícias francesa France Presse.

Abul Bajandar, de 28 anos, sofre de epidermodisplasia verrucosa, uma doença genética muito rara.

O seu caso ficou conhecido em todo o mundo durante a sua primeira intervenção cirúrgica no hospital em Bangladesh em 2016.

Na altura, os médicos de um hospital universitário de Daca declararam-no curado da doença depois de removerem das suas mãos a maioria das verrugas. No entanto, o jovem sofreu várias recaídas e no total foi já submetido a 25 cirurgias.

Está desde janeiro internado num hospital na capital bengali por causa da doença, que além de lhe causar dores o impede de ter uma vida autónoma.

As fotos do homem-árvore

"Não suporto mais a dor, não consigo dormir à noite, pedi aos médicos que me cortem as mãos para pelo menos respirar", disse à AFP.

O procedimento é apoiado pela sua família, nomeadamente a mãe, Amina Bibi. "Pelo menos será libertado da dor, é um inferno", declarou a progenitora.

Abul Bajandar também tem verrugas nos pés, mas em menor número. O homem já pediu para ser tratado no exterior, mas não tem dinheiro para cobrir essas despesas.

Samanta Lal Sena, chefe do setor de cirurgia plástica do hospital em Daca, onde o paciente é tratado sem custos, disse que uma comissão de sete médicos reunir-se-á para discutir o caso. "Ele deu a sua opinião pessoal, mas vamos decidir a melhor solução para ele", explicou.

A clínica também tratou em 2017 uma menina de Bangladesh que sofria da mesma doença. As embora as suas excrescências tenham sido removidas, mais tarde reapareceram em maior número.

A família acabou por optar por suspender o tratamento e regressou à povoação de origem.

Veja o vídeo (em inglês)

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.