Dada a situação atual do país, e uma vez que devemos ficar em casa e sair apenas para cumprir necessidades básicas – que, naturalmente, não incluem ir ver a família ou ter encontros com amigos – formas de nos mantermos entretidos e em contacto com quem mais amamos nunca são demais.

É certo que o distanciamento social custará a todos, mas também existe algo a nosso favor: a tecnologia.

Se o mesmo que está a acontecer agora tivesse acontecido há cerca de 20 anos, nunca teríamos forma de ver os nossos entes queridos... mesmo sem estarmos presentes. Temos, apesar das dificuldades, a vida facilitada nesse sentido.

Por isso, uma empresa europeia de smartphones traz-lhe 4 formas de manter o contacto com quem mais deseja, mas, ao mesmo tempo que permanece em casa.

Marque chamadas diárias com as pessoas mais próximas

Pode parecer óbvio, mas por vezes entre o teletrabalho, a arrumação da casa, as séries e aquela súbita vontade de fazer exercício, as horas vão passando. Lentamente, para quem está fechado em casa, mas vão. Por isso é fácil chegar à noite e perceber que mais um dia passou e que não falou com ninguém.

Opte por marcar horários específicos de chamadas para cada pessoa: por exemplo, a meio da manhã fala com os seus avós/primos/tios, à hora de almoço com um ou dois amigos, e ao jantar com os seus pais. Assim, quando o dia terminar, terá falado com as pessoas mais importantes.

Uma videochamada por dia... nem sabe o bem que lhe fazia

Quando as saudades apertarem e ouvir a voz das pessoas já não for suficiente, recorra às videochamadas. Pode usar, entre outras aplicações, o WhatsApp ou o Facebook Messenger, por exemplo. Basta combinarem uma hora e fazerem uma pequena conferência onde se podem ver uns aos outros.

Se com amigos isto parece facílimo de acontecer, é possível que sinta alguma dificuldade em fazê-lo com os seus pais ou avós – não há problema, explique-lhes calmamente o que fazer e opte por ser sua a iniciativa de iniciar e de terminar a chamada, para que lhes cause a menor confusão possível.

Vai ver que depois de experimentarem não querem outra coisa. Se por algum motivo não conseguirem mesmo aderir a esta forma de comunicação, pode sempre telefonar-lhes e ouvir as suas vozes todas as vezes que quiser.

Videochamadas em grupo para uma festa autêntica

Que tal marcar uma hora com os seus amigos e todos se juntarem numa videochamada ao mesmo tempo? Podem fazê-lo a meio da tarde ou durante uma refeição, ou mesmo durante a noite. Podem fazer uma festa, mesmo que à distância.

Podem utilizar esse tempo para fazer jogos em conjunto ou só trocar ideias e opiniões e, sobretudo, para estarem a passar um bom momento em conjunto. Existem imensas aplicações gratuitas que lhe permitem fazer isto.

Fique atento às redes sociais

As publicações podem não ser as mais glamourosas. Os posts certamente não serão dos brunches deliciosos de domingo ou do #outfitoftheday. Mas de certeza que pelas stories ficar a par de tudo o que os seus amigos mais próximos fizeram ao longo do dia.

O que decidiram cozinhar, como passaram o tempo, que livros leram e que séries viram – e, quem sabe, talvez tirar algumas ideias para também se entreter.

Comente com eles e use isso enquanto tema de conversa – troquem experiências de receitas ou de opiniões de filmes, por exemplo.

Dicas: Wiko

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.