A D. Leopoldina, de 62 anos de idade, natural de Catete e mãe de três filhos vende o churrasco há 30 anos no município do Rangel, em Luanda. A empreendedora, em conversa com o SAPO, contou um pouco da sua vivência como vendedora de rua.

Nos últimos tempos, com a subida constante dos preços da cesta básica, Tia N´gonga revelou que, para a execução do próprio negócio, tem investido 70 à 90 mil kwanzas na compra de seis caixas de cocha, fazendo depois um lucro de 145 mil kwanzas em dois dias de venda para o sustento da família e formação académica dos filhos.

Como começou o negócio

Tudo começou quando, em 1990, Leopoldina decidiu vender na entrada do prédio onde reside até aos dias de hoje.

“Quando meu filho caçula tinha apenas cinco anos, comecei a vender churrasco na entrada do prédio e era nos fogareiros pequenos, além disso vendi outras coisas como ginguba, pão, chouriço e outros artigos. Mas como o frango grelhado estava dar rendimento decidi ficar com esse negócio. Não só me sustenta a mim como também à minha família”, disse.

Do “churra” Tia N´gonga cresceu a satisfação de ver os filhos a formarem-se

A sobrevivência numa grelha

A vender grelhados na esquina do prédio, de terça à domingo, das 19h00 às 03h00 da manhã, Tia N´gonga é mãe de três filhos e trabalha arduamente para o sustento dos mesmo, sendo todos independentes e a formarem-se na cidade capital.

“Com o dinheiro deste negócio consegui realizar o sonho de ter casa própria, tendo uma casa no Golf 2, e, além disso, ajudo na formação académica dos meus filhos e netos”, disse.

Do “churra” Tia N´gonga cresceu a satisfação de ver os filhos a formarem-se

O desejo e a satisfação de ver quem prova

Este churrasco é degustado por muitos. Durante a entrevista, surgiu um casal que afirmou ter a curiosidade de provar o churrasco recomendado por pessoas amigas.

Além das pessoas que passam para comprar grandes quantidades para ambientes ou jantar, muitos são também os famosos como Preto Show, Yuri da Cunha, Abiude, Titica, Patrícia Faria e outros que também passam pela sua bancada para degustar o famoso “churra”.

“O meu primeiro cliente foi o Preto Show, ele até já gravou uma música ‘O Churrasco da Tia N´gonga’. Fico feliz quando os famosos vêm à minha bancada, mas gostaria que a apresentadora Patrícia Pacheco provasse o meu frango grelhado”, contou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.