Não há ninguém que não diga que gostaria de alterar alguma coisa na sua vida. É certo que há factores que, infelizmente, por diversas circunstâncias, tornam mais complicado uma mudança. No entanto, há tantas outras que são possíveis e razoáveis que só trazem uma melhor qualidade de vida ao nível do bem-estar, saúde e profissional.

Por muito que se pense em alterar alguma coisa, até o deitar mais cedo por exemplo, a tendência é achar que vai ser complicado ou nem se sabe bem por onde começar. Ora, se pensarmos que um bebé aprende as coisas na base da repetição e todos nós já o fomos, porque não começar por isso mesmo? Ao fim ao cabo, o ser humano é aquilo que faz repetidamente e não, nada tem a ver com adotar uma postura previsível. Mas, provavelmente está a pensar “Então, mas vou criar mais uma rotina quando já tenho tantas?” o que é completamente compreensível, no entanto, há rotinas que são extremamente positivas e fazem com que o seu dia corra melhor e, por conseguinte, adquira uma melhor qualidade de vida a médio/ longo prazo.

As rotinas são extremamente importantes para implementar hábitos produtivos, a concentrar-se naquilo que é realmente importante e contribuem para a concretização de objetivos. O simples hábito de começar o seu dia com um bom pequeno-almoço em casa e sentado, por exemplo, faz com que não comece o dia stressado e sim de forma tranquila. Isso implica levantar-se mais cedo? Pois bem, deite-se mais cedo. Acredite, esta é uma rotina que só lhe vai fazer bem à saúde e dar mais energia durante o dia. Por isso, nada como adotar um ou outro hábito, criar uma rotina, ter noção que melhorou com os mesmos e abraçar outros novos. E como se as coisas não aparecem de um dia para o outro? Pois bem, tal como possivelmente o faz no seu local de trabalho, nada como delinear uma estratégia:
- Implementar o desafio durante 1 mês onde se concentra apenas na mudança que quer fazer;
- Escreva acerca do que o motiva para tal, quais serão os possíveis entraves e as estratégias para os colmatar;
- Fixe-se e dedique-se a 100%;
- Registe o progresso diariamente;
- Dê a conhecer o seu objetivo a um amigo, até porque em momentos mais difíceis o mesmo pode ajudar;
- Dê a si mesmo uma recompensa por cada vez vitória;
- Caso não tenha sucesso, tente perceber o que correu menos bem e defina uma nova estratégia.

Não obstante os hábitos que queira implementar na sua vida, há aqueles que deveriam ser inerentes ao modo de estar na vida, uma vez que só lhe irão beneficiar e aumentar o seu bem-estar. Assim, aconselhamos alguns para que possa entrar em 2018 a trabalhar e incrementar os mesmos:

Pensamento positivo – não precisa de ser aquele otimista sem nenhum tipo de noção, até porque facilmente se transforma numa certa ingenuidade e onde a desilusão pode tornar-se uma constante. No entanto, o pensamento positivo ajuda-o a ver o mundo com outros olhos e a conquistar mais facilmente o que pretende, contrariamente aos negativos que, para além de relacionados com o fracasso, não são de todo motivacionais. Comece a estar mais consciente aos seus pensamentos e autocríticas negativas e anote as mesmas sempre que surgirem. O mesmo deverá ser feito face a terceiros e situações. Com o tempo vai ver que irá começar a converter o negativo em positivo e tudo irá fluir melhor. Exemplos como “Ainda falta tanto tempo” para “Já só falta isto” são muito simples, mas fazem toda a diferença.

Exercício físico – 'mente sã em corpo são' não é uma frase feita e até deveria ser usado como mantra. Já para não falar da parte estética, a prática faz com que se sinta bem consigo mesmo e não só a nível físico. Irá sentir-se com mais energia, mais bem disposto, incentiva e potencia a criatividade, diminui os níveis de stress, minimiza uma série de possíveis doenças e reforça o pensamento positivo. Em suma, proporciona-lhe todo um bem-estar a nível físico e emocional.

Risque o que não é necessário – infelizmente tende-se a valorizar e a dar prioridade a coisas erradas. Deve começar por identificar quem e o que são as coisas importantes na sua vida, aquelas sem as quais não consegue viver. Por vezes dá-se mais atenção a coisas supérfluas sem ter noção que as outras se estão a degradar aos poucos, o que a longo prazo pode ser destrutivo e nem sempre à volta a dar. Portanto, foque-se no que é essencial e a sua vida vai ficar bem mais simplificada.

Elimine o multi-tasking – é certo que já foi considerado uma grande qualidade e não tem de o deixar de ser em ocasiões e situações corriqueiras, mas quando se fala em temas que envolvam mais responsabilidade, o melhor é adotar o single-tasking. Ao estar a saltar de uma tarefa para outra o que vai acontecer é que só estará a 'tapar buracos', visto que nenhuma delas está a ser feita a 100% e torna-se mais difícil concretizar os objetivos. Assim, dedique especial atenção a uma coisa de cada vez. A eficácia será atingida, será mais produtivo e andará menos stressado.

Um objetivo de cada vez – na senda, concentrar-se num objetivo de cada vez impede que disperse a sua energia e concentração e será bem mais infalível de concretizar. Desmembre o objetivo em vários e passe por todas as etapas até à meta final.