Desenvolvida pela farmacêutica GlaxoSmithKline, a nova vacina é a primeira do seu género a conseguir combater com eficácia uma infecção parasitária em humanos, refere a BBC. “Trata-se de um grande momento”, diz Ripley Ballou, director do departamento de investigação da farmacêutica britânia. “Tenho estado a trabalhar nesta vacina há 30 anos e é um sonho que se tornou realidade”, adianta.

O objectivo, de futuro, passa por inocular o medicamento em crianças africanas, não estando previsto que o mesmo seja fornecido a estrangeiros que viajem até ao continente.

Quanto custará? A GlaxoSmithKline ainda não revelou o preço mas, ainda segundo a BBC, a multinacional já avisou que não pretende lucrar com a vacina.

Apesar de ter recebido um parecer científico favorável por parte da Agência Europeia de Medicamentos, a Mosquirix ainda precisa der ser aprovada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), antes de ser comercializada e utilizada em larga escala. Até ao final deste ano o organismo deverá anunciar se recomenda, ou não, o fármaco. Se a OMS der luz-verde, espera-se que esta doença, que mata cerca de 600 mil pessoas por ano (especialmente crianças com menos de cinco anos, na África subsariana), possa finalmente ter um adversário à altura.

Todavia, qualquer euforia em torno desta nova vacina não é aconselhável, na medida em que os mais recentes testes clínicos, realizados em sete países africanos, mostraram resultados divergentes.

Por um lado, conseguiu-se provar que as crianças entre os cinco e os 17 meses ficavam melhor protegidas se recebessem três doses do fármaco, com um mês de diferença, a que se juntava uma outra dose passados 20 meses. Quando assim foi, verificou-se que, no espaço de quatro anos, os casos graves de malária caíram em cerca de um terço.

O problema é que a sua eficácia tem tendência a desaparecer com o tempo, daí que seja necessário mais uma vacina ao fim dos mencionados 20 meses. Pior: esta dose de reforço não teve grandes efeitos nos bebés mais novos. Ou seja, persistem as dúvidas sobre se conseguirá ser verdadeiramente eficaz a longo prazo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.