Hoje assinala-se o dia mundial da obesidade e as estatísticas exigem respostas rápidas e perfilam, ano após ano, como um problema grave de saúde pública em Angola.

O problema afecta mais de 641 milhões de adultos no mundo, quase 13 porcento da população, e pode chegar a 20 porcento nos próximos anos. A obesidade é uma doença multifactorial que precisa de ser tratada em vários aspectos, principalmente o emocional.

Quando atinge a fase mais avançada, tem no preconceito, estigma social e na baixa estima alguns dos principais sinais.

Esta condição leva milhares de pessoas a "fugir" da sociedade e, em casos mais extremos, a perder a vontade de viver, devido à discriminação.

A reeducação alimentar é fundamental, uma vez que a mesma pode baixar de forma natural a ingestão de alimentos com alto teor de gordura, pois a obesidade pode causar problemas do coração, diabetes e  desencadear  quadro de ansiedade.

Segundo a médica Emiliene Sousa, do Hospital do Prenda, no combate à obesidade, a componente emocional é fundamental, garante haver registos diários de casos que envolvem a obesidade, mas, contudo, o país não possui um número exacto de pessoas obesas.

De acordo a especialista, a obesidade é o acúmulo de gordura no corpo causado, quase sempre, pelo consumo excessivo de calorias na alimentação, superior ao valor que o organismo necessita para a sua manutenção, e a realização das actividades no dia - a - dia. Ou seja,  a obesidade acontece quando a ingestão alimentar é maior que o gasto energético correspondente.

Acrescentou que o excesso de gordura pode levar ao desenvolvimento de diabetes do tipo 2, doenças do coração, pressão alta, artrite, apneia e derrame.

“  Por causa do risco envolvido, é necessário  que o obeso  perca peso mesmo que não esteja se sentindo mal. É difícil mudar os hábitos alimentares e fazer exercícios, mas se for planejado pode ser possível”, garantiu.

A obesidade não causa sinais e sintomas e sim manifestações decorrentes da doença como o cansaço, limitação de movimentos, suor excessivo, dores na coluna e pernas.

O Dia Mundial de Combate à Obesidade foi instituído em 1997 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), visando estimular as pessoas a optar por actividades preventivas e saudáveis.