O facto foi anunciado hoje (sexta-feira) à Angop pelo director do Gabinete provincial das Infra-estruturas e Serviços Técnicos, Cláudio Pemessa, referindo que as unidades sanitárias da lunda Sul têm que recorrer a vizinha província do Moxico e a Luanda para a aquisição deste produto.

A construção da fábrica está a condicionar a inauguração de duas unidades sanitárias de referência, com 120 camas cada. Trata-se da Maternidade Provincial e do Hospital Geral de Saurimo, cujas infra-estruturas já estão apetrechadas com os devidos meios necessários.

No presente ano, afirmou o responsável, o sector da Educação vai beneficiar de 284 novas salas de aulas, o que permitirá o acesso de cerca de dez mil novos alunos.

No âmbito do Programa de Investimentos Públicos (PIP) e do financiamento dos “Eurobonds”, informou que estão por concluir duas escolas de 24 e 17 salas de aula e três de 14 salas cada, de diferentes níveis de ensino, no município de Saurimo.

Quanto ao sector eléctrico, explicou que a província registou um ganho significativo com a entrada em funcionamento de três centrais térmicas nos municípios de Cacolo com (2.2 mega watts), Muconda (1.1 MW) e Saurimo (20 MW), o que tem permitido fornecer energia eléctrica, sem restrições, à população da Lunda Sul.

Por outro lado, anunciou que a província vai receber kits para manutenção de estradas, dentro de alguns meses, o que permitirá melhorar as vias de circulação de pessoas e bens da circunscrição.

Em relação à estrada Saurimo/Sombo, com um troço de 170 quilómetros, disse que as obras de reabilitação serão ainda este ano, e orçam em cerca de 170 milhões de Kwanzas.

Cláudio Pemessa garantiu ainda que serão reabilitadas as estradas que ligam os municípios e comunas como Cacolo/Xassengue, Dala/Luma-Cassai e Muriege/Chiluange.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.