Três novos médicos angolanos especializados em Ginecologia e Obstetrícia reforçaram o sector da Saúde no município de Saurimo, no último fim-de-semana.

Em declarações hoje (segunda-feira) à Angop, no quadro da visita do governador da província, Daniel Neto, às unidades sanitárias da região, o director do Gabinete Provincial da Saúde, António Viegas, disse que, para ultrapassar tal situação, se aguarda pela conclusão do concurso público de admissão, que prevê para a região 259 vagas.

O responsável explicou que, fruto dos contactos mantidos junto do Ministério da Saúde, a província vai receber, em breve, novos equipamentos de trabalho, com destaque para camas, cadeiras, marquesa, mesas, armários clínicos, tábua de inversão e cadeiras ergonómicas, com vista a suprir algumas dificuldades existentes no sector.

A Lunda Sul conta com apenas 50 médicos, 20 dos quais são especializados em cirurgia, ortopedia, neurocirurgia, ginecologia e obstetrícia, facto que tem contribuído para a melhoria da assistência médico-sanitária.

O governador da Lunda Sul, Daniel Neto, passou, em revista, todas as salas de internamento do Hospital Geral da Lunda Sul, trocou impressões com os pacientes e visitou os espaços reservados para incineradores de resíduos hospitalares.

Sem promessas, revelou que o Governo tudo fará para melhorar as condições dos técnicos de saúde e das unidades sanitárias, sublinhando estar em curso a construção de uma morgue com capacidade para 42 corpos.

Apelou aos técnicos para serem mais humanistas no tratamento dos doentes.

A província conta com 112 unidades sanitárias, entre hospitais, postos e centros de saúde, nos quais funcionam 788 especialistas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.