A prostatite é a inflamação da próstata, condição que pode ser muito dolorosa e angustiante. A próstata é uma pequena glândula do aparelho genito-urinário que se encontra entre o pénis e a bexiga e que é responsável pela produção de alguns dos componentes do esperma.

Ao contrário de outras patologias da próstata, como a hiperplasia benigna ou o carcinoma, que geralmente afectam homens mais velhos, a prostatite ocorre em homens de todas as idades mas sobretudo naqueles com idades entre os 30 e os 50 anos. De facto, trata-se do diagnóstico mais frequente em homens com menos de 50 anos numa consulta de Urologia (10-14% dos doentes).

Existem dois tipos principais de prostatite

Prostatite aguda - os sintomas são exuberantes e desenvolvem-se de forma súbita. Pode ser grave, requer tratamento imediato e é sempre causado por uma infecção.

Prostatite crónica - os sintomas incomodativos desaparecem e reaparecem por um período de vários meses. É o tipo mais comum e, embora possível, geralmente não é causado por uma infecção.

Quais são os sintomas de prostatite?

Prostatite aguda:

  • Dor que pode ser intensa nas regiões inferior do abdómen, perineal, lombar baixa ou envolvendo os genitais externos;
  • Sintomas urinários, como ardor durante a micção, necessidade frequente de urinar, hesitação, vontade imperiosa de urinar e, por vezes, sangue na urina;
  • Incapacidade de iniciar a micção, o que leva a uma acumulação de urina na bexiga conhecida como retenção urinária aguda - requer observação médica urgente;
  • Mal-estar e eventualmente febre;
  • Corrimento através da uretra.

Consulte o seu Urologista imediatamente se tiver esses sintomas, para que a causa possa ser investigada e o tratamento adequado seja iniciado.

Prostatite crónica:

Poderá ter prostatite crónica se apresentar os seguintes sintomas por pelo menos três meses, ou seja, por um tempo mais prolongado:

  • Dor ou desconforto nas regiões inferior do abdómen, perineal, lombar baixa ou envolvendo os genitais externos;
  • Ardor durante a micção, necessidade frequente de urinar ou vontade imperiosa de urinar;
  • Próstata aumentada ou sensível ao toque rectal, embora em alguns casos possa ser normal;
  • Disfunção erétil, dor durante a ejaculação ou dor pélvica após as relações sexuais.

Estes sintomas podem ter um impacto significativo na sua qualidade de vida. No entanto, na maioria dos casos, eles melhoram com o tratamento ao longo do tempo.

Qual é o tratamento da prostatite?

O tratamento da prostatite dependerá de se é aguda ou crónica.

Prostatite aguda: é geralmente tratada com anti-inflamatórios e um ciclo de antibioterapia. Poderá ser necessário internamento hospitalar se houver sinais de gravidade, nomeadamente febre. É importante garantir que a infecção é completamente debelada.

Prostatite crónica: o tratamento da inflamação crónica da próstata pode ser complexo porque muitas vezes desconhece-se a causa. No entanto, visa controlar ou reduzir os sintomas de forma a melhorar a qualidade de vida do doente. Analgésicos de diferentes tipos e anti-inflamatórios são frequentemente utilizados e um ciclo prolongado de antibioterapia poderá ser administrado mesmo que uma infecção não seja objectivada. A maioria dos homens irá recuperar gradualmente com o tratamento, mas isso poderá demorar algum tempo.

A inflamação da próstata é muitas vezes dolorosa e pode afetar a função sexual e a função urinária dos homens. Os sintomas são frequentemente recidivantes e pode ser necessário um seguimento estreito e tratamentos adicionais. 

Deve reforçar-se que a prostatite não é cancro da próstata e que não há evidências claras de que ela aumenta a probabilidade de desenvolvê-lo no futuro. Consulte o seu Urologista para discutir os seus sintomas e obter mais esclarecimentos.

Os conselhos são do médico Paulo Jorge Dinis, Urologista no Hospital CUF Infante Santo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.