Segundo o especialista, afecto ao centro oftalmológico local, que falava à imprensa, a província está a ser assolada por um surto da referida doença, causado por factores relacionados ao meio ambiente.

“ Nós temos vindo a verificar a incidência de chuvas a nível da província e consequentemente a proliferação de poeira, factor que, a nosso ver, está na origem da doença”, disse.

A conjuntivite viral é uma infecção da conjuntiva aguda altamente contagiosa geralmente causada por adenovírus, cujo período de incubação varia de cinco a 12 dias. Posteriormente, aparecem os sintomas oculares que incluem dor, irritação, fotofobia e secreção aquosa, bem como olhos avermelhados, febres e dor de cabeça.

Acrescentou que o vírus também afecta as vias respiratórias altas, causando, por isso, conjuntivite e faringite.

A doença é transmitida em contacto directo com as secreções de pessoas infectadas, através de toalhas de uso comum em casas de banhos e também em locais de maior aglomeração de pessoas.

Referiu que há casos em que a doença está a afectar famílias completas, por isso, aconselhou as pessoas infectadas a observarem repouso completo e evitarem ir a escola, locais de trabalho, creches (para crianças infectadas) e frequentarem locais de maior concentração de pessoas.

Em caso de sinais da doença, aconselhou os cidadãos a acorrerem aos postos de saúde mais próximos.

Apontou, como medidas gerais, a higienização do globo ocular, lavar sempre as mãos com água e sabão após fazer o tratamento e usar compressas frias sobre os olhos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.