Ayumi Kuboki, de 31 anos, foi detida pela suspeita da morte de um homem de 88 anos, informou a polícia, sem dar mais detalhes.

A enfermeira é suspeita de ter colocado desinfetante diluído no soro de um paciente em 2016.

Foi detida no sábado pelas autoridades japoneses e contou à polícia que fez a mesma coisa com outros vinte pacientes, segundo a imprensa local.

Mortes decorriam em outros turnos

Para mim era difícil explicar às famílias a morte de um parente durante o meu turno

Segundo as mesmas fontes, a polícia detetou a presença do líquido desinfetante no corpo de quatro septuagenários e octogenários mortos no mesmo hospital nos últimos anos época.

A enfermeira teria cometido os crimes para determinar o momento da morte dos pacientes, ou seja, para que não ocorressem durante o seu turno.

"Para mim era difícil explicar às famílias a morte de um parente durante o meu turno", disse aos agentes da autoridade.