Uma enfermeira alemã, suspeita de ter injetado morfina em cinco bebés prematuros, foi detida esta quinta-feira na cidade de Ulm, no sul da Alemanha, anunciou a polícia, que informou que as cinco crianças sobreviveram.

Christof Lehr, procurador da República na cidade alemã, afirmou que a mulher foi detida por "tentativa de homicídio" dos cinco bebés.

A polícia encontrou no armário da enfermeira no hospital de Ulm uma seringa que continha leite materno e restos de morfina.

Os cinco bebés tinham entre um dia e um mês de vida e teriam recebido a morfina em dezembro, na unidade de prematuros do centro médico.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.