De acordo com o governante, que falava em conferência de imprensa sobre as novas medidas adoptadas pelo Governo no âmbito do combate e prevenção contra a Covid-19, a vigorar entre 15 de Agosto a 08 de Setembro, trata-se de uma nova abordagem a ser implementada pelas autoridades sanitárias.

No entanto, Adão de Almeida afirmou que tal só acontecerá se a residência do cidadão em causa tiver as condições  para o isolamento, evitando que coloque em causa o bem-estar dos demais membros da família.

“Se não houver condições, o cidadão será submetido a tratamento e acompanhamento nos centros criados para o efeito”, reforçou.

Conforme Adão de Almeida, o cidadão deverá assinar um termo de responsabilidade na qual se compromete em cumprir os postulado em termos de prevenção.

“A violação da quarentena domiciliar está sujeita a uma multa que varia entre os 250 mil a 300 mil kwanzas”, reforçou o governante.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.