A informação foi avançada pela porta-voz da Comissão Multissetorial de Resposta ao Covid-19,  Filomena Simão,  realçando que 35 cidadãos, dois em quarentena institucional e 33 domiciliar, também não apresentam, até ao momento,  algum sintoma relacionado a doença.

Os cidadãos estão a observar o período de quarentena,  14 dias, dez dos quais já cumpridos, para receberem altas médicas, caso o seu quadro clínico se mantém.

Pediu a população para continuarem  a observar as medidas impostas com a implementação do Estado de Emergência,  evitando a circulação, para não serem responsabilizados criminalmente,  por desobediência.

O responsável chamou a atenção aos líderes religiosos para serem exemplares e ajudarem o Estado na sensibilização dos cidadãos para o cumprimento das medidas de segurança.

O Covid-19 é uma pneumonia que emergiu na cidade chinesa de Wuhan, em Dezembro, causada por um novo Coronavírus.

Tem sido comparado à epidemia global da síndrome respiratória aguda (SARS, na sigla em inglês), que aconteceu em 2002 e 2003.

Angola continua com quatro casos positivos, um curado e  duas mortes.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.