A anemia é mais frequentemente causada por deficiência de ferro, mas pode também ser fruto de falta de vitamina B12 ou ácido fólico. As pessoas com doença inflamatória intestinal (DII) “têm um risco acrescido de ter défice de ferro”, afirma Carla Guimarães, nutricionista da APDI.

É por isso necessário dar ainda mais atenção ao consumo de alimentos ricos neste elemento.

Veja o vídeo

Nas fases mais agudas da DII “podemos estar a comprometer esse aporte de ferro” e é também aí essencial o papel da nutricionista no desenho da melhor dieta possível. Quando o fator alimentação não basta, ou quando temos uma situação de anemia instalada, “o que está preconizado como tratamento é complementar com suplemento oral ou endovenoso de ferro”.

As carnes, as vísceras, o peixe, a gema de ovo, as leguminosas, os frutos secos e alguns vegetais de folha verde escura são alimentos amigos na aquisição de ferro, enumera Carla Guimarães. Uma entrevista para ouvir na íntegra no novo episódio de Dar a Volta à DII.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.