Segundo apurou a Angop, as consultas, iniciadas esta terça-feira, são uma iniciativa do Governo Provincial de Benguela, encabeçada pelo seu titular Rui Falcão, e estão a ser garantidas por mais de 10 médicos, entre angolanos e expatriados.

Além das multi-consultas, o Governo Provincial de Benguela, em colaboração com os seus parceiros, vai atribuir óculos e protectores solares com vista a minimizar os custos das famílias e proporcionar alguma qualidade de vida aos cidadãos com problemas de deficiência de melanina na pele.

Falando a propósito dessa iniciativa, o director do Gabinete Provincial de Saúde de Benguela, António Manuel Cabinda, explicou à imprensa que de momento estão já cadastrados 30 pacientes, que depois das consultas receberão gratuitamente os seus kits de protecção solar, prevenindo-se doenças como o câncer da pele.

Referiu que, neste projecto, o sector da Saúde conta com o apoio de algumas empresas privadas que, no âmbito da sua responsabilidade social, vão doar também o mesmo tipo de kits de saúde.

“Muitas pessoas têm chegado a província com estas complicações genéticas e decidimos abrir consultas específicas com assessoria para apoiar os cidadãos com problemas de pele”, disse o médico.

António Cabinda apelou as demais pessoas com este problema genético a procurarem os serviços de saúde que estão a funcionar no Centro Oftalmológico de Benguela, uma vez que a consulta é grátis.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.