A adolescente, que tinha três meses de gestação, recorreu a um posto médico privado, localizado no bairro Lussenga, onde foi submetida a uma curetagem que  provocou uma hemorragia forte.

A jovem ainda foi assistida no mesmo posto médico, mas acabou por morrer no local.

De acordo com o  porta-voz do Comando Provincial do Zaire da Polícia Nacional, inspector-chefe Luís Bernardo, que falava à Angop, o aborto foi efectuado por um suposto enfermeiro de 45 anos de idade, que já se encontra a contas com a justiça.

Este é o primeiro caso da morte por aborto provocado que as autoridades policiais registam no município do Tomboco, desde o princípio deste ano.

A vila do Tomboco dista a 150 quilómetros da cidade de Mbanza Kongo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.