Este é um cancro muito silencioso e a deteção precoce da doença exige que os doentes oiçam o seu corpo e procurem o médico sempre que detetar a presença dos sintomas.

No sentido de esclarecer a população em geral sobre este cancro, o mais mortal de todos, e de assinalar o Dia Mundial do Cancro do Pâncreas, aqui ficam 10 factos sobre o cancro do pâncreas.

  1. O pâncreas é um órgão anexo do aparelho digestivo que fica numa localização retroperitoneal encaixado no arco duodenal e que segrega sucos para facilitar a digestão dos alimentos.
  2. O  Cancro do Pâncreas é tratável com cirurgia, podendo ficar curado numa pequena percentagem de casos.
  3. Os sintomas que pode provocar são dores abdominais e nas costas acima da região lombar, emagrecimento e falta de apetite, náuseas e vómitos, coloração amarelada dos olhos e da pele, diabetes inicial.
  4. Os doentes em que se diagnostica uma diabetes e não têm excesso de peso ou estão emagrecidos deverão fazer uma ecografia ou TAC abdominal pois a diabetes pode aparecer por efeito da neoplasia do pâncreas.
  5. Nas situações em que no momento do diagnóstico é irressecável, ou seja não pode ser removido na totalidade, o doente poderá fazer quimioterapia com intenção de o tornar operável.
  6. Nas situações em que a neoplasia do pâncreas está muito avançada poderá fazer quimioterapia ou radioterapia para tentar controlar a doença e reduzir as queixas do doente.
  7. Para reduzir a probabilidade de ter cancro do pâncreas deve evitar as bebidas alcoólicas, o tabaco e fazer uma alimentação saudável, equilibrada e variada e hipocalórica para evitar a obesidade.
  8. O cancro do pâncreas está incluído e pode ter a sua origem em determinadas mutações genéticas familiares mas é uma situação muito rara (ex BRCA 1 e 2).
  9. É importante desde o momento do diagnóstico ser referenciado a uma equipa de cuidados paliativos de forma a ottimizar o tratamento dos sintomas, o controle da dor e das restantes queixas.
  10. Com muita frequência manifesta-se tardiamente e quando é diagnosticado já é não operável ou já está metastizado. Daí a importância do diagnóstico precoce.

Com o objetivo de alertar para o diagnóstico precoce e para a sensibilização dos profissionais de saúde de Medicina Geral e Familiar dos sintomas, a Europacolon Portugal, associação de apoio ao doente do cancro digestivo, junta-se à campanha de sensibilização #ExigirMais pelo cancro do pâncreas.

A iniciativa de sensibilização “Exigir mais. Pelos Doentes. Pela Sobrevivência” tem como objetivo a consciencialização da população em geral e dos profissionais de saúde para os sintomas e fatores de risco associados a esta doença e para a necessidade urgente da deteção precoce. Esta campanha vai ser implementada em 30 países de 6 continentes, através das mais de 80 organizações que compõem a World Pancreatic Coalition.

Um artigo do médico Carlos Sottomayor, oncologista e diretor de serviço do Hospital Pedro Híspano.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.