Muito apreciado e popular como aperitivo, o amendoim come-se ao natural ou tostado, salgado ou sem sal, simples ou com mel, geralmente a acompanhar uma bebida. É também um ingrediente habitual de alguns produtos de pastelaria e a base de alimentos gordos, como a famosa manteiga de amendoim.

O que muitos não sabem é que, na realidade, os amendoins não são frutos secos. São legumes que pertencem à mesma família das ervilhas e das lentilhas.

As proteínas que contêm são muito parecidas, na estrutura, com as dos frutos secos de casca. É por essa razão que as pessoas alérgicas a amendoins também podem ter alguma reação alérgica com frutos secos como amêndoas, nozes, avelãs, pistachos ou castanhas de caju.

Rico em proteínas vegetais, o amendoim também inclui fitoesteróis e tem uma grande quantidade de gorduras insaturadas, sobretudo monoinsaturadas. Tem baixos níveis de gordura saturada. Por ser um alimento calórico, com cerca de 600 kcal por 100 gramas, deve ser consumido com moderação.

É uma fonte de vitamina E, B1 e ácido fólico, além de minerais como cobre, magnésio, fósforo e ferro.

O amendoim é um reconhecido alergénico, responsável por muitas reações alérgicas que podem ser bastante graves e ter consequências fatais. Como alimento passível de causar alergias, a sua presença deve ser indicada, de forma destacada, na lista de ingredientes dos produtos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.