Centenas de utilizadores de cigarros eletrónicos, incluindo os que usam recargas de canábis vendidas no mercado negro, sofreram graves doenças pulmonares em todo país e tiveram de ser internados em hospitais, escreve a agência France Presse, que cita fonte das autoridades de saúde do estado do Indiana.

O estado de Nova Iorque suspeita de que um aditivo que contém vitamina E seja a causa das doenças. À espera de conclusões claras de análises de laboratório, as autoridades federais de saúde não confirmam que apenas uma substância esteja envolvida no  aumento do número de casos.

Após uma contagem na semana passada, as autoridades federais indicaram que 215 pessoas sofriam de doenças pulmonares relacionadas com "vaping".

Os números serão atualizados novamente esta sexta-feira, uma vez que as autoridades de saúde locais estão a investigar o caso.

"Embora não saibamos que substâncias são prejudiciais, deve ter-se em conta que, quando se usa estes produtos com outros produtos químicos, não se sabe tudo o que se está a inalar, nem os danos que podem causar", disse Kris Box, responsável de saúde pública no Indiana.

As outras duas mortes ocorreram em Illinois e Oregon durante o verão e foram relacionadas ao uso de cigarro eletrónico.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.