Os cuidadores que se cuidem. "Apenas se consegue cuidar devidamente de alguém se quem cuida estiver bem", defendem as autoras de "Do Hospital para Casa. E Agora", publicado pela editora Oficina do Livro. Estimam-se que existam, em Portugal, cerca de 90.000 cuidadores informais. Desses, 80% são familiares das pessoas que têm a seu cargo e nem todos integram a Rede de Apoio Cuidadores de Portugal.

Para prevenir acidentes, as três enfermeiras fazem recomendações que quem cuida regularmente de outras pessoas deve procurar seguir sempre:

1. Durma bem

É fundamental que tenha um sono reparador e durma um número de horas que lhe permita descansar.

2. Descontraia

Enquanto o seu familiar descansa ou executa atividades mais simples, faça outras coisas. Planeie momentos de descontração para fazer o lhe apetece, nem que seja não fazer nada.

3. Seja criativo

Procure fazer novas atividades e entusiasme-se com a sua vida. Lembre-se de que é alguém único e que tem muito para descobrir acerca de si.

4. Socialize

Desabafe os seus problemas com alguém de confiança e evite isolar-se nas dificuldades. Mantenha o mais possível as suas relações sociais.

5. Proteja a coluna

Ao executar tarefas que implicam força, mantenha a coluna alinhada, os joelhos ligeiramente fletidos e os pés afastados e bem assentes no chão. Faça movimentos únicos, sem hesitar.

6. Faça exercício

Não se esqueça de proteger a sua forma física e faça exercício diariamente, por exemplo, uma caminhada de 30 minutos.

7. Cuide da sua aparência

Aproveite alguns momentos de relaxamento para cuidar de si. Esses momentos positivos aliviam o stresse e ajudam a superar os obstáculos.

O que é a Rede de Apoio Cuidadores de Portugal?

É uma rede multidisciplinar e independente de profissionais com serviços de apoio para a promoção  da saúde e qualidade de vida do cuidador. Entre a informação disponível, destacam-se estratégias para cuidar de alguém, técnicas de relaxamento para lidar com o stresse ou relatos de outros cuidadores. Para saber mais sobre esta rede, clique aqui.

Texto: Carlos Eugénio Augusto com Ana Catarina Ribeiro, Ana Isabel Temudo e Diana Maia (enfermeiras e autoras do livro «Do Hospital para Casa. E Agora?», publicado pela editora Oficina do Livro)

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.