A proibição definitiva surge depois de a utilização dos pesticidas ter sido suspensa por causa de várias intoxicações no oeste do país.

"O seu uso representa um risco para a saúde humana e o ambiente", afirma a agência, que reexaminou todas as licenças de introdução no mercado de produtos com metam-sódio e agora intimou os fabricantes a pararem de os vender.

Os produtos com metam-sódio são usados para desinfetar solos, eliminando cogumelos e ervas antes das culturas, especialmente tomates e plantas usadas para saladas cultivados em explorações familiares.

Em França, cerca de 700 toneladas destes pesticidas são usadas todos os anos, especialmente no oeste, onde vários casos de intoxicação foram comunicados desde o fim de setembro.

A agricultura de pequena propriedade representa 60% dos empregos do setor na zona de Loire-Atlantique, 4.600 postos de trabalho responsáveis pela produção de grandes quantidades de aipos, pepinos ou tomates.

Existem alternativas ao metam-sódio, mas na agricultura de escala familiar ainda não são utilizadas e prefere-se o metam-sódio pela sua eficácia.