O balanço refere-se aos dados disponíveis até às 11:00 TMG de hoje (12:00 em Lisboa).

Os casos de infeção pelo vírus ascendiam a 1,2 milhões (1.122.320) em 190 países e territórios.

A agência frisa que este número não reflete a totalidade de infeções, na medida em que muitos países apenas testam as pessoas que necessitam de hospitalização.

Até hoje, 211.600 pessoas foram consideradas curadas da doença (covid-19).

Itália, o país que regista o maior número de mortos, 14.681, notificou 119.827 casos, entre os quais quase 20 mil pessoas (19.758) curadas.

Depois de Itália, os países mais afetados são Espanha, com 11.744 mortos em 124.736 casos, os Estados Unidos, com 7.159 mortos em 278.458 casos, França, com 6.507 mortos em 83.165 casos e o Reino Unido, com 3.605 mortos em 38.168 casos.

A China continental registou desde dezembro 81.638 casos, com um aumento de 19 casos de infeção de sexta-feira para hoje, 3.326 dos quais mortais (quatro nas últimas 24 horas) e 76.755 pessoas curadas.

Em número de casos, os Estados Unidos são o país mais atingido (278.458), dos quais 7.159 mortais e 9.772 curados.

Por regiões do mundo, a Europa liderava às 12:00 de hoje com 43.146 mortos em 603.778 casos, seguida dos Estados Unidos e Canadá (7.325 mortos em 290.219 casos), Ásia (4.123 mortos em 115.730 casos), Médio Oriente (3.612 mortos em 70.731 casos), América Latina e Caraíbas (885 mortes em 2.713 casos), África (332 mortos em 7.744 casos) e Oceânia (33 mortes em 6.407 casos).

Portugal regista até hoje, segundo o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS), 266 mortes associadas à covid-19 e 10.524 infetados (mais 638).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.