De acordo com um comunicado enviado ao SAPO, Blésnya marcou a sua presença pelo terceiro ano consecutivo, desta vez ao brilhar nos desfiles da temporada Primavera/Verão 2020. A modelo angolana desfilou para marcas como Anna Sui, Carolina Herrera, Tom Ford, Tommy Hilfiger X Zendaya, Tory Burch, Longchamp e Gabriela Hearst. Uma temporada marcada por criadores que com o passar dos anos, continuam a dar personalidade às peças que criam. Esta é uma etapa de frescura e sensualidade no mundo da moda, com a presença de muita cor e brilho.

Por outro lado, depois de já ter participado na semana da moda de Nova Iorque, nas temporadas de Outono/Inverno 2018 e Outono/Inverno 2019, Elsa estreia-se na temporada de Primavera/ Verão 2020. Esta foi uma semana em que a modelo bateu o seu recorde pessoal a nível de presenças em desfiles numa semana da moda, ao somar mais onze desfiles ao seu currículo - Adam Lippes, Chocheng, IISE CORP for Concept Korea, Liu Yong X Rishikensh, Pamella Roland, Sherri Hill, Maxhosa, Eliana Murargy, Tanya Taylor, Veronica Beard e LBV.

Elsa Baldaia tornou-se modelo internacional em 2012 e neste momento, está a atravessar o melhor ano da sua carreira.

Segundo Tom Ford, o novo presidente do Concelho de Estilistas Norte-Americanos, a semana da moda de Nova Iorque começa uma nova era onde o seu principal objectivo se foca na inclusão e diversidade, com modelos de diferentes raças e etnias que não passaram despercebidas aos olhos dos críticos. “Quero uma exposição global sobre a criatividade que encontramos em Nova Iorque”, afirma Ford.

De referir que Nova Iorque é a primeira semana da moda a diminuir a sua agenda para seis dias.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.