É certo que não há mulher que não ande com uma mala atrás, nem que não seja só para compor o look, mas no caso da Rainha é no mínimo estranho tendo em conta que, com tanta gente à sua volta que lhe pode carregar as coisas e vendo outras personalidades que também não o fazem, seria normal que não andasse com uma. Mas sim, tal como referido pela biógrafa da família real, Sally Bedell Smith, a Rainha faz questão de ter sempre com ela uma caneta, os seus óculos de leitura, um batom e algum dinheiro para, aos domingos, fazer a sua doação na igreja.

“Isto não tem nada de interessante” pensou o leitor neste momento. Pois bem, e se lhe dissermos que a mala serve para enviar sinais à sua equipa?! Fique atento para o caso de algum dia ter uma audiência com Sua Majestade e saber como se saiu.

  • Colocar a mala em cima da mesa aquando uma refeição significa que a Rainha quer que a mesma acabe nos próximos minutos;
  • Quando está à conversa com alguém e troca a mala de lado, tal significa que está pronta para terminar a mesma portanto, qualquer intervenção como “Precisamos de ir... O arcebispo X está à sua espera” é expectável;
  • Talvez por estar a ficar mais aborrecida com a conversa e como tal pretende que a sua equipa a resgate, coloca a mala no chão;
  • O pior mesmo é se gira o seu anel porque tal significa que algo ou a conversa está a atingir o patamar do desagradável e, como tal, quer ser “salva” imediatamente.