De regresso aos palcos e prestes a participar no Festival de Zouk Angola, falou em entrevista ao SAPO sobre a experiência da maternidade.

“A experiência de ser mãe é única. É muito cansativo, noites muito mal dormidas, mas entretanto a minha carreira continua. Decidi voltar aos palcos, de livre e espontânea vontade. É uma coisa que eu amo fazer e é complicado ficar longe. Aproveitei, e aproveito, todo o tempo que eu posso passar com a minha filha. Entretanto nestes um ou dois dias que saio para cantar ela fica bem entregue, com as avós, bem melhor do que eu. Não é tão difícil conciliar porque tenho pessoas ao meu lado que me apoiam a 300%”, explica.

Um dos temas que mais impacto tem tido junto do público que a segue é o "És o teu primeiro amor” que gravou ao lado da cantora cabo-verdiana Josslyn. “É um tema que mexe muito comigo, como mulher e como pessoa e principalmente agora como mãe. As mulheres conseguem ser muito ‘mázinhas’ e acho que a Kizombra, como qualquer outro estilo musical, serve para passar mensagens. As pessoas têm tendência a pensar que a kizomba é só tarrachinha e sensualidade. Mas não, também pode-se passar mensagens e nós tentámos fazer uma coisa diferente e passar uma mensagem que é muito importante”.

No Youtube o tema já tem mais de 8 milhões de visualizações e o feedback, diz, tem sido positivo. “O feedback foi top. Recebi mesmo muitas mensagens, assim como a Josslyn. Mensagens de mulheres a dizerem que fez a diferença. Por vezes algo simples pode fazer toda a diferença … uma palavra de conforto, passar a mensagem de que as pessoas não estão sozinhas e que também já passei por determina situação é o suficiente”, explica.