O Museu do Louvre, em Paris, o mais visitado em todo o mundo, tem um novo percurso temático. Inspirado em "Apeshit", o vídeo que a cantora Beyoncé e o marido, o rapper Jay-Z, gravaram lá em segredo, o novo roteiro foi desenvolvido a pensar nos fãs da dupla que pretendem ver de perto as (muitas) obras de arte que servem de cenário ao teledisco, como é o caso do famoso quadro "A Gioconda" de Leonardo da Vinci.

A estátua "Vitória de Samotrácia", obra de um escultor desconhecido, elaborada com mármore de Paros, na Grécia, é outra das atrações museológicas que a direção do museu incluiu na nova proposta turística, que tem a duração de cerca de 90 minutos e que contempla ainda a passagem pela sala onde está exposto "A intervenção das sabinas", o impressionante quadro a óleo que Jacques-Louis David pintou em 1799.

Nos últimos anos, os responsáveis pelo Museu do Louvre, que o ano passado foi visitado por 8,1 milhões de pessoas, desenvolveram vários percursos temáticos com o objetivo de atrair (ainda) mais público. Com este, batizado "Jay-Z and Beyoncé at the Louvre", são atualmente 29.

Um dos mais procurados é o que revisita os locais do livro e do filme "O código da Vinci". "Will.i.am au Louvre", inspirado no vídeo que o líder do grupo The Black Eyed Peas lá filmou, é outro.

Em 2010, à semelhança de Beyoncé e Jay-Z, o cantor elegeu este espaço museológico para servir de cenário à gravação do videoclipe do single "Mona Lisa smile". Disponível às quartas-feiras, às quintas-feiras, aos sábados e aos domingos, o novo percurso permite ainda admirar a icónica escultura "Vénus de Milo", atribuída a Alexandre de Antioquia. Veja, de seguida, o vídeo de "Apeshit", que inspirou esta nova oferta cultural parisiense.