A morte de Mac Miller surpreendeu o mundo da música. O rapper de 26 anos faleceu, alegadamente, na sequência de uma overdose.

Perante a perda fatídica, a imprensa internacional começou a recordar uma entrevista dada pelo artista e publicada apenas um dia antes da sua morte, na qual falou dos seus maiores problemas.

“Tenho uma tendência para pensar sobre coisas e ficar a insistir nisso”, afirmou à conversa com a Vulture. “Posso acordar, sentar-me e ficar a pensar nisso durante horas”, acrescentou. “Não queria apenas a felicidade. E também não queria apenas a tristeza. Não quero estar deprimido. Quero ser capaz de ter bons e maus dias”, refletiu, mostrando assim o seu estado de espírito pouco definido.

Mac, que namorou com Ariana Grande durante dois anos até terminar o relacionamento no passado mês de maio, também abordou a pressão de viver constantemente sob o olhar público.

“Há uma pressão. Muitas vezes na minha vida coloquei essa pressão sobre mim para me manter no padrão de tudo o que deveria ser, ou como deveria ser entendido”, constatou.

De recordar que Ariana Grande reagiu à perda do ex-companheiro mas de forma silenciosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.