Sean Penn foi o mais recente convidado do programa ‘Today’, da NBC. Uma entrevista em que o ator falou sobre ‘The First’, mas o maior destaque foi quando a jornalista Natalie Morales perguntou se a nova série era inspirada no movimento contra o assédio e abuso sexual em Hollywood, #MeToo.

Sean expressou a sua opinião sincera sobre o assunto, afirmando que o movimento tem servido para "dividir homens e as mulheres”.

“Gosto de pensar que nada disto foi influenciado por aquilo a que chamam de movimento #MeToo”, começou por dizer o ator. “Acho que foi inspirada nas coisas que se têm desenvolvido em termos de ‘empowerment’ feminino, das mulheres que se têm reconhecido e que têm sido reconhecidas pelos homens. Este movimento foi largamente apoiado por libertinos”, referiu, explicando logo de seguida: “Não sabemos quais são os factos na maior parte dos casos”.

“Chamamos ‘movimento’ quando na realidade é uma série de acusadores individuais, vítimas, acusações, muitas dos quais sem fundamentos. O espírito daquilo que tem sido o movimento #MeToo é dividir homens e mulheres”, rematou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.