Numa publicação com o mote “Lição de Vida”, a artista - cuja forma física tem sido alvo de muitíssimos comentários-, revelou o lado pesado das suas apostas na incessante busca pelo que se pode chamar de “corpo perfeito”.

Patrícia Pires começou por contar que em Junho de 2016, por vaidade e influências, experimentou a famosa “Jarda” (designação atribuída popularmente ao recurso a cirurgia e injecções que deixam partes do corpo humano mais avantajadas). O que não contava era que, em Novembro do mesmo ano, vivenciasse a primeira recaída.

“Fui internada no Hospital Geral de Benguela devido ao excesso de progesterona e apanhei uma infecção generalizada no sangue (por estarem fora do prazo), o que afectou os rins e o fígado. Fiquei com problemas graves de insónias e durante anos dormia à base de xanax. Fui Internada em Novembro de 2016 e só tive alta em Janeiro de 2017”, frisou.

Patrícia Pires

A artista, que recentemente deu um salto de modelo a cantora, confessou ter estado mais de 25 vezes no bloco operatório por consequência da “Jarda”.

“Em Benguela entrei para o bloco operatório 25 vezes e por pouco amputavam-me uma das pernas porque a infecção foi muito profunda e estava a um dedo do osso. Os médicos não acreditavam que eu iria sobreviver devido ao excesso de anestesia. Regressei para Luanda e no mês a seguir, em Fevereiro, voltei a ficar internada na Clínica Girassol onde voltei a entrar mais 3 vezes para o bloco operatório. Em Junho voltei para a Clínica da Endiama onde fui ao bloco pela última. Fechando um total de 29 entradas no bloco operatório. Passei meu aniversário, natal, final de ano no bloco e dia dos namorados no bloco”, descreveu a jovem que revela ter aprendido a “maior lição de sua vida”.

Decidida a abraçar uma nova fase, a artista garante já ter iniciado um novo processo.

“Este ano decidi lutar para voltar a ter o meu corpo. Estabeleci uma meta de um ano. Até Dezembro de 2020 eu acredito q já terei conseguido. Já comecei um processo de perda de peso à base de ‘cardio’ e massagens. Depois disto, a minha luta será com as máquinas no ginásio. Não será fácil mas todos vão acompanhar a minha trajectória em busca do corpo que um dia não valorizei. Provar que é possível ter um bom corpo com boa alimentação, proteínas e ginásio”, concluiu.

Confira tudo no post abaixo:

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.