Kanye West realizou este domingo, dia 19, o primeiro comício a propósito da sua candidatura à presidência dos Estados Unidos. Aconteceu em North Charleston, no estado da Carolina do Sul, e ficou marcado pelo emotivo discurso do rapper, que chegou mesmo a ir às lágrimas ao ser questionado pela audiência sobre o aborto.

"Quase matei a minha filha", afirmou, referindo-se à primeira gravidez de Kim Kardashian, que na altura o rapper quis interromper. Posto isto, afirmou que iria propor oferecer um milhão de dólares às mulheres para que desistam da ideia de abortar.

Este momento parece ter levantado preocupações à família. A mulher, Kim, e a sogra, Kris Jenner, tentaram inclusive intervir, segundo publicações de Kanye West no Twitter.

"Kim estava a tentar viajar para Wyoming com um médico para me internar como no filme 'Get Out', só porque chorei ao falar em salvar a vida as minhas filhas ontem", lê-se numa das publicações.

Numa outra afirma que a mulher e a sogra estavam a tentar contactá-lo por chamada.

Posto isto, mostrou-se de volta a casa na companhia dos quatro filhos - North, Saint, Chicago e Psalm - numa amorosa imagem.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.