O ex-mordomo da princesa Diana, Paul Burrell, partilhou detalhes acerca das conversas que teve com a mesma sobre o príncipe Carlos. Numa entrevista ao Yahoo News, Burrell referiu que uma vez Diana disse que o pai dos filhos não se enquadrava no lugar de rei. Ele acrescentou que a mesma considerava que quando chegasse esse momento já iria ser demasiado velho, pelo que deveria passar o testemunho para o filho mais velho, William.

“Não acho que iremos ver um rei Carlos e uma rainha Camilla no trono de Inglaterra. Eu sei que é o direito dele enquanto herdeiro do trono. Sei que esperou a sua vida inteira para fazer isso, mas sua própria mulher dizia, ‘O meu marido foi feito para o trabalho’. A Diana dizia isso”, garantiu Burrell.

Na mesma perspetiva, Burrell não acredita que a rainha Isabel II irá morrer em breve. Por exemplo, a sua mãe, morreu quando tinha 101 anos.

“Não acho que ele vá lá chegar. Quando a rainha morrer – e ela irá viver como rainha o máximo de tempo possível – ela irá morrer aos 101, 102 ou talvez 103. A longevidade vem de família. Nessa altura o Charles terá uns 80 anos”, considerou.

Assim deverá ser William e Kate Middleton a assumirem o trono. “Acho que o William será um grande rei e a Catherine uma grande rainha e que um dia o anel da mãe [anel de noivado usado pela duquesa de Cambridge] irá estar no trono de Inglaterra”, sublinhou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.