Elton John passou por um momento muito difícil em 2017, altura em que foi diagnosticado com cancro da próstata. Um ano difícil para o cantor, que chegou mesmo a estar às portas da morte por causa de uma infeção.

"Tive uma sorte incrível - embora, devo dizer, não tenha tido muita sorte na altura", começou por dizer. "Ficava acordado toda a noite a pensar se iria morrer. No hospital, sozinho à noite, rezei: por favor, não me deixes morrer, por favor, deixa-me ver os meus filhos novamente, por favor dá-me mais tempo", recordou.

Um momento que partilhou com o mundo através da sua autobiografia 'Me: Elton John Official', um livro a que o jornal Daily Mail teve acesso.

Na obra, apesar de não se lembrar muito bem de tudo o que se passou, Elton conta que lhe foi dito que a sua condição era "muito grave".

“Disseram-me que a minha condição era tão grave que o hospital não tinha equipamento para lidar com o problema. Tive que ser transferido para uma clínica de Londres", contou, explicando que os médico disseram-lhe na altura que tinha "contraído uma infeção grave na América do Sul e que estavam a tratar com grandes doses intravenosas de antibióticos".

"Era muito mais grave do que tinham pensado. Haviam exames, ressonâncias magnéticas, e Deus sabe quantos outros procedimentos... Os médicos disseram ao David que se fosse 24 horas mais tarde já tinha morrido. Se a digressão tivesse durado mais um dia [teria morrido]", continuou.

Depois de ter estado internado no hospital durante 11 dias, o artista recebeu alta hospitalar e passou sete semanas "a recuperar e a aprender a andar".

Leia Também: Rita Ribeiro operada de urgência. "Correu tudo bem"

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.