Demi Lovato voltou às suas mais terríveis memórias numa entrevista recente à apresentadora Ellen DeGeneres. A cantora recuou aos meses que antecederam ao dia traumático em que em 2018 sofreu uma overdose que a deixou entre a vida e a morte.

Demi sentia que o distúrbio alimentar de que sofre, a bulimia, estava a piorar a cada dia. Pediu ajuda, mas achou que estava a ser ignorada por todos.

"A minha bulimia piorou, eu pedi ajuda e não recebi a ajuda que precisava. Estava presa na minha infelicidade. Lá estava eu, sóbria, mas miserável”, conta, explicando que esta fase delicada aconteceu três meses antes de ter sido internada na sequência de uma overdose.

Em estado de grande sofrimento, Demi decidiu contar aos elementos da sua antiga equipa que não aguentaria ficar sóbria durante muito mais tempo. Em resposta, esta foi acusada de ser "egoísta".

"Disseram que eu ia estragar tudo, tanto para mim quanto para a minha equipa. Senti-me totalmente abandonada. Isto foi apenas três meses antes da minha overdose”, lamentou.

Leia Também: Como é que Demi Lovato reagiu ao noivado de ex-namorado?

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.