Celine Dion vai abandonar Las Vegas, para onde foi viver há 15 anos, no próximo ano. Entre 2003 e 2007, a cantora canadiana subiu 717 vezes ao palco com "A new day", o espetáculo que apresentou no mítico hotel e casino Caesars Palace. Depois de um interregno de quatro anos, a intérprete de êxitos globais como "My heart will go on" e "Think twice" regressou à cidade em 2011, com "Celine", mas em 2019 volta a partir.

A última série de atuações arranca no próximo dia 30 de outubro. O último espetáculo está agendado para o dia 8 de junho de 2019. A decisão não foi fácil de tomar. "Tenho um misto de sentimentos em relação a esta última ronda de concertos. Las Vegas acabou por se transformar na minha casa e atuar no Colosseum do Caesars Palace foi uma grande parte da minha vida nas últimas duas décadas", assumiu já Celine Dion.

Nos últimos 15 anos, mais de um milhão e meio de espetadores assistiu aos dois espetáculos da cantora de 50 anos, que já arrecadou mais de 633 milhões de dólares, mais de 542 milhões de euros, em receitas de bilheteira. Os bilhetes para as 28 últimas atuações de "Celine" começam a ser vendidos ao público amanhã. Em março deste ano, a canadiana teve de interromper a residência artística para ser operada aos ouvidos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.