Britney Spears teria morrido durante um colapso se não fosse a intervenção do pai, adiantou ao Sunday Mirror um velho amigo da artista.

Robert Baker, que trabalha na área da dança, afirmou: "Conheço a Britney desde 1998. Vi-a no auge da fama e quando estava a lutar devido às coisas por que estava a passar [nos momentos maus]. Ela estava fora de controlo. Estava a passar pela pior fase da sua vida e precisava de ajuda".

Recorde-se que nos últimos anos James, pai da cantora, tem sido acusado de exercer demasiada influência sobre a filha. Ora, Robert não concorda com esta perspetiva.

"Tudo o que eu vi foi amor, um pai protetor que queria ter a certeza de que a filha estava bem", sublinhou. "Ele tem feito um ótimo trabalho. A sua relação não tem sido a melhor, mas ele apenas quer o melhor para ela. Não creio que ele tivesse outros motivos para além de cuidar dela", completou.

Leia Também: Será que os fãs aguentam? Pausa de Britney Spears pode ser de 10 anos

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.