O polémico caso em que Neymar se viu envolvido depois de ter sido acusado de violação por Najila Trindade Mendes de Souza continua a dar muito que falar.

Esta segunda-feira, dia 1, o site G1 adiantou que o advogado de defesa da alegada vítima - Danilo Garcia de Andrade - decidiu abandonar o caso.

Em declarações à publicação brasileira, Danilo justificou a sua decisão dizendo:

"Jamais advogaria para alguém que colocasse a minha integridade em questão. Jamais participaria de qualquer ilicitude para lograr proveito económico de quem quer que seja. Acredito na boa advocacia, nos valores da moral e da boa conduta".

“Como advogado, vezes estamos pela vítima, vezes estamos pelo cliente, contudo, a opinião pública deve ser esclarecida, que a pessoa do advogado não é a pessoa de seu cliente”, completou.

Importa sublinhar que este sábado, o referido advogado já tinha ameaçado tomar esta decisão se a sua cliente não mostrasse o vídeo completo (que consta ter sete minutos) que regista um encontro com Neymar e cuja parte foi entretanto revelada. Najila afirmou não o poder fazer uma vez que o tablet onde estaria a gravação teria sido furtado da sua casa em São Paulo. A imprensa brasileira sublinha que a modelo não participou o caso à polícia porque não sabia ao certo o que teria sido levado, uma vez que apenas deu falta do tablet, de um relógio e de algum dinheiro.

O caso remonta ao dia 15 de maio em Paris. Najila garante ter sido forçada a ter sexo pelo jogador depois de ter pedido para parar.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.