A ONG Soul Bilíngue, na zona leste de São Paulo, incentiva e prepara jovens da periferia para o mundo e está focada em transformar a aprendizagem de inglês a pessoas que vêm de escolas públicas.

Com mais de 50 mentores ao redor do mundo, a organização liga estudantes de famílias com baixos rendimentos com pessoas que moram no estrangeiro ou que  tiveram experiências internacionais para que os alunos pratiquem inglês e evoluam na aprendizagem de idiomas.

Além de mais de 10 nativos americanos do Texas, nos Estados Unidos, a ONG conta com outros 40 mentores brasileiros em países como Canadá, Alemanha, Dinamarca, Portugal, Espanha e que têm domínio do inglês.

"O que eu adoro sobre a Soul é que eu tenho a possibilidade de ajudar pessoas numa língua que eu domino e eu sei que isso tem um impacto gigante na vida deles", diz Vivian Terry, de 16 anos, uma das mentoras da organização social. Residente no Texas, nos Estados Unidos, é filha de brasileiros, mas tem o inglês como língua nativa, já que estudou a vida toda em colégios americanos.

No Brasil, 85% dos estudantes são de escolas públicas e a maioria tem menos de duas horas de aulas de inglês por semana, segundo uma pesquisa feita pela British Council, em 2015.

A organização defende que pessoas de todas as classes sociais têm o direito de aprender outro idioma, viver uma nova cultura e evoluir pessoal e profissionalmente a partir do contacto com outras culturas e vivências internacionais.

Ainda segundo a mesma pesquisa feita pela British Council com mais de 100 mil professores da rede pública, 59% deles atribuíram a desvalorização e o distanciamento do idioma como principal dificuldade no desenvolvimento do inglês.

A Soul Bilíngue aproxima jovens vindos de escolas públicas com nativos e brasileiros que viveram uma nova cultura como forma de gerar motivação na aprendizagem de uma segunda língua.

A ONG já impactou mais de 100 vidas com imersão no inglês e, só em 2019, enviou 10 estudantes, vindos de escolas públicas, para estudar em países como Austrália, Canadá, Inglaterra e África do Sul.

Para proporcionar mais experiências como esta, está a decorrer uma campanha de arrecadação de fundos, cujo objetivo é garantir que pelo menos mais 20 jovens sejam contemplados. Quem tiver interesse em ajudar, basta clicar neste link.

Em 2020, a organização social tem como meta atender pelo menos 300 pessoas, de várias idades, com o lançamento de novos programas, sempre voltados para o ensino de idiomas e desenvolvimento pessoal e profissional.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.