Entre 01 de janeiro de 2017 e 01 de janeiro de 2018, a população da UE passou de 511 milhões para 512 milhões de pessoas.

O maior crescimento demográfico foi registado em Malta (32,9 por mil habitantes), seguindo-se o Luxemburgo (19), a Suécia (12,4) e a Irlanda (11,2).

No extremo oposto, as principais quebras observaram-se na Lituânia (-13,8 por mil habitantes), Croácia (-11,8), Letónia (-8,1), e Bulgária (-7,3).

Em Portugal, a população diminuiu de 10,3 milhões de pessoas em 2017 para 10,2 milhões em 2018, o que representa 2% do total demográfico do bloco comunitário, segundo o gabinete de estatísticas da UE.

Portugal com terceira menor taxa de natalidade

Por outro lado, Portugal registou em 2017, a par com a Espanha, a terceira menor taxa de natalidade bruta (8,4 por mil habitantes), depois da Itália (7,6) e da Grécia (8,2).

As maiores taxas brutas de natalidade observaram-se na Irlanda (12,9 por mil habitantes), a Suécia (11,5), o Reino Unido e a França (11,4 cada).

Na UE, a taxa bruta de natalidade foi, em 2017, de 9,9 nascimentos por mil habitantes.