No dia 25 de maio celebra-se o Dia Mundial do Tarot e Joana Dias (Taróloga, Astróloga e Consteladora Familiar) decidiu desmistificar um pouco sobre esta arte que ainda é incompreendida por muitos mas que pode ser uma excelente ferramenta, associada a algo que temos desde sempre, mas a que nem sempre estamos atentos… a nossa intuição.

O que é o Tarot?

Para mim o Tarot é uma ferramenta de trabalho que se pode traduzir numa terapia associada à leitura das cartas do Tarot, ou seja, um complemento à intuição.

É composto por 78 cartas, que estão divididas entre arcanos maiores, que tratam da energia maior e os arcanos menores, que tratam dos pormenores da energia menor.

Para que serve o Tarot?

O tarot, do meu ponto de vista, serve essencialmente para ver e ler o espelho das emoções. Ou seja, é uma ferramenta de trabalho que ajuda as pessoas a ter uma nova perspetiva sobre as emoções que sentem e como devem agir em conformidade, dependendo do seu estado de espírito e claro, consciência, pois a vida é um percurso constante de desafios entre a dualidade de todas as situações e emoções e é nesta dualidade energética que se encontra o equilíbrio.

Através do Tarot e da consciência da pessoa para quem se está a ler, conseguimos apresentar soluções para que a pessoa consiga mudar de um estado de espírito mais pesado e negativo para um mais positivo, apenas mudando a perspetiva emocional de como vê as situações que a possam deprimir.

Como é que o Tarot pode ajudar no dia a dia?

O Tarot pode ajudar no dia a dia de uma forma simples, usando como carta do dia, em que podemos tirar uma carta antes de sair de casa para saber qual vai ser a energia do dia e no fim do dia associar todos os acontecimentos com essa energia. Dessa forma, podemos começar a estimular a intuição que todo o Ser Humano tem.

O Tarot ajuda a ter as respostas que estão dentro de cada um e a aprender a ouvir essas mesmas respostas que, por vezes, temos alguma resistência em ouvir.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.